Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

TAILÂNDIA

Manifestantes são alvos de disparos um dia antes da votação

Manifestantes são alvos de disparos um dia antes da votação
01/02/2014 13:00 - FOLHA PRESS


Pessoas não identificadas atiraram na madrugada de hoje em Bancoc contra dois dos acampamentos dos manifestantes antigovernamentais que protestam contra as eleições gerais previstas para amanhã na Tailândia, informou a imprensa local.

Os ataques, que não deixaram feridos, foram feitos contra os manifestantes acampados perto do complexo governamental de Chaeng Wattana e contra o acampamento no distrito de Lat Phrao, no norte de Bangcoc, segundo o jornal "Bangcoc Post".

As autoridades do país temem que enfrentamentos violentos possam ocorrer entre grupos de cidadãos que queiram votar e os manifestantes liderados pelo ex-vice-primeiro ministro Suthep Thaugsuban.

O grupo de oposição desejava que, antes do pleito, fosse criada uma comissão de reforma política com membros indicados pelo rei. Suthep, contudo, negou que seus seguidores vão bloquear os centros de votação.

Na província de Pattani, no sul do país, vários líderes locais ameaçaram entrar em confronto com os manifestantes que impediram a distribuição de cédulas e urnas em toda a região.

Na quinta-feira, o Exército da Tailândia disse reforçaria a presença de tropas no país, depois que o governo alertou que poderia não conseguir conter a violência dos protestos.

Votação F

Cerca de 200 mil policiais serão mobilizados em todo o país para garantir o desenvolvimento pacífico das eleições, 10 mil somente em Bancoc, junto com o apoio de 7 mil soldados do Exército.  

Felpuda


Partido está aos poucos montando a que vem sendo chamada de “chapa do quartel”, pois os pré-candidatos são oriundos da caserna. Há quem diga que os dirigentes da legenda ainda estão querendo pegar carona no “fenômeno Bolsonaro”, esquecendo-se que o presidente, embora vindo da área militar, está na política há 30 anos e o seu programa de governo agradou 57,7 milhões de eleitores. Dizem que tchurminha será obrigada a adicionar mais ingredientes no currículo, senão...