Terça, 12 de Dezembro de 2017

Mandela deixa herança de US$ 4,1 milhões

4 FEV 2014Por exame01h:00

Nelson Mandela deixou dinheiro para sua família, para o partido Congresso Nacional Africano, mas nada para sua ex-esposa, Winnie.

A família de Mandela se reuniu em Joanesburgo e ouviu à portas fechadas a leitura do testamento. Escrito em 2004, foi atualizado pela última vez em 2008.

Mais cedo, o inventário provisório dos bens de Mandela tinha calculado um montante de 4,1 milhões de dólares.

A grande polêmica foi a ausência de Winnie Madikizela-Mandela, que viveu com ele durante 38 anos. Eles só se divorciaram em 1996, após Winnie se envolver em algumas denúncias.

Até os filhos de sua última esposa, Graça Machel, receberão parte da herança. Ela foi casada em comunhão de bens com ele e, portanto, tem direito a metade dos bens.

Antes da morte de Mandela, familiares apareceram em público discutindo sobre a herança, o que foi visto como desrespeitoso.

Em 2013, duas filhas foram à justiça lutar pelo controle de milhões do pai.

O documento também indicou: cerca de 9 mil dólares para cada uma das duas universidades que ele frequentou e o mesmo montante para cada uma de suas três escolas. 

Sua assistente pessoal, Zelda La Grange, e a mulher que limpava a sua casa, Albertina Petro Dima, receberam cerca de 4500 dólares cada uma.

O testamento também definiu que os royalties dos livros de Mandela, como a autobiografia "Longo Caminho para a Liberdade", serão dados a um grupo previamente designado de pessoas da família de confiança.

Com esse grupo, também ficarão suas casas de Joanesburgo, Cidade do Cabo, Qunu e Mthatha.

Leia Também