Campo Grande - MS, quinta, 16 de agosto de 2018

CAMPO GRANDE

Major-médico do Exército é condenado por abuso sexual

10 MAI 2011Por da redação14h:34

O Superior Tribunal Militar (STM) condenou por unanimidade, a um ano de detenção pela prática do crime de libidinagem, o major médico Marcus Vinícius Carreira Bentes. Passados quase três anos desde a denúncia, a Procuradoria de Justiça Militar em Campo Grande conseguiu que major-médico do Exército fosse condenado por abuso sexual cometido durante consulta médica.
O fato que gerou a denúncia, oferecida pelo Ministério Público Militar (MPM) em 18 de junho de 2008, ocorreu em 2007, no Hospital Geral de Campo Grande – HGCG. Na época, o major atendeu a uma paciente com problemas renais que o procurara para entregar o resultado de exames solicitados por outro urologista. Ela afirma que o médico, após pedir-lhe para levantar o vestido para um exame, a tocou sem luvas.

O crime corresponde à prática de ato libidinoso em lugar sujeito à administração militar e está previsto no artigo 235 do Código Penal Militar (CPM).

Leia Também