Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Mais de 80% dos consumidores já ouviram falar do Código

Mais de 80% dos consumidores já ouviram falar do Código
11/09/2010 11:37 -


Mais de 80% dos brasileiros já ouviram falar do Código de Defesa do Consumidor Recomendar!Por: Gladys Ferraz Magalhães 10/09/10 - 11h51 InfoMoney SÃO PAULO – O consumidor brasileiro está mais consciente dos seus direitos, sendo que 84% já ouviram falar do CDC (Código de Defesa do Consumidor). Segundo pesquisa do DataSenado, realizada de 25 a 30 de julho com 1.176 brasileiros maiores de 16 anos, em 119 municípios, incluindo todas as capitais do País, a existência do Código de Defesa do Consumidor – que completa 20 anos no próximo sábado (11) - melhorou o comportamento dos comerciantes brasileiros na opinião de 68% dos entrevistados. Quanto à eficiência da legislação em proteger o consumidor, 57% dos brasileiros disseram não acreditar nela. Por outro lado, ao avaliar todo o sistema de proteção ao consumidor no País, 39% acham que a estrutura de proteção é ótima ou boa, 47% que é regular e 10% que é ruim ou péssima. Vale a pena reclamar? A pesquisa mostra ainda que 98% da população sabe da existência do Procon. Contudo, na hora de reclamar, 82% dos consumidores recorrem ao próprio vendedor e 43%, ao Procon. No geral, conforme publicado pela Agência Senado, 90% dos brasileiros acham válido reivindicar seus direitos de consumidor, com 35% achando que o consumidor sai ganhando quando reclama, percentual que sobe à medida que crescem a escolaridade e a renda, chegando a 42% entre os que possuem nível superior.

Felpuda


Nos bastidores poderosos, comentários são de que dois pretensos pré-candidatos estão deixando em polvorosa quem tinha quase certeza de que tudo estava em total “céu de brigadeiro”. Assim, enquanto ambos se movimentam aqui e acolá, o lado de lá está pensando no que fazer para evitar futuro confronto. Vale ressaltar que a dupla tem experiência que só no campo de guerra das eleições – e o desempenho não ficou a desejar.