Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

SAÚDE

Mais de 500 sindicâncias são suspensas

18 MAR 14 - 00h:00LUCIA MOREL

Todas as mais de 500 sindicâncias em andamento na Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) serão suspensas pelo novo gestor da pasta, o médico Jamal Salém. Abertas no ano passado, para investigar médicos e outros funcionários “fantasmas”, os processos não terão mais andamento para que a secretaria possa “trabalhar”, conforme palavras do atual secretário.

Em 2013, primeiro ano da gestão do ex-prefeito, Alcides Bernal (PP), que teve seu mandato cassado, o então secretário de saúde, Ivandro Fonseca autorizou uma série de investigações quanto a conduta e presença de servidores nas unidades e postos de saúde. Inclusive o vereador Paulo Siufi (PMDB) foi alvo de sindicância e foi punido por não aparecer para trabalhar no Posto do Aguão, na saída para Rochedo.

Em evento ontem de manhã, o novo secretário afirmou que as investigações serão suspensas “porque nós precisamos trabalhar”. Conforme Jamal, o que estava ocorrendo era que funcionários acabavam ocupando seu tempo nas investigações e não atuavam em suas áreas. “A maioria tava perdendo tempo atendendo as sindicâncias e deixando a nossa saúde do jeito que vocês conhecem”.

Um total de 500 sindicâncias serão paralisadas, todas contra médicos, enfermeiros, servidores de saúde e outras especialidades. Somente contra médicos, o atual secretário afirmou que são 188 investigações, muitas por situações corriqueiras. “Tem casos de sindicâncias que foram abertas para apurar um atraso de 30 minutos de um médico”.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged
EMPREGOS

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões
EMENDAS

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê
TELEVISÃO

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH
JOÃO MIGUEL

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião