Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, sexta, 16 de novembro de 2018

mato grosso do sul

Mais de 2 mil assentados estão inadimplentes

18 JUL 2012Por DA REDAÇÃO13h:34

Centenas de famílias de pequenos produtores rurais, assentados pelo projeto de reforma agrária em Campo Grande e interior de Mato Grosso do Sul estão procurando renegociar débitos junto ao Banco da Terra e o Crédito Fundiário do Governo Federal.

Na semana passada eles foram reunidos pela Fetagri (Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Mato Grosso do Sul) em Campo Grande para tratar do assunto, com representantes do Banco da Terra e do Crédito Fundiário, para tentar chegar a um acordo sobre os débitos em atraso junto a essas instituições.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura – CONTAG, também está intermediando na negociação, para que os pequenos produtores rurais não sejam penalizados devido à inadimplência.

O secretário de Polícia Agrária e Meio Ambiente da Fetagri/MS Adão de Souza Cruz informou que 1.249 produtores estão em débito com o Banco da Terra e 1.051 com o Crédito Fundiário. Outras cerca de 2 mil já renegociaram.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também