Campo Grande - MS, sexta, 17 de agosto de 2018

VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇA

Maior número de casos é dentro da família

29 MAI 2011Por DA REDAÇÃO12h:00

Violência física e sexual continuam sendo os principais abusos sofridos por crianças e adolescentes, conforme aponta relatório de atendimentos do SOS Criança nos três primeiros meses de 2011. Os dados mostram de todos as 320 denúncias procedentes verificadas entre janeiro e março, 53,10% delas eram ligadas a violência física ou sexual dentro ou fora do âmbito familiar.

No total o SOS Criança recebeu naquele período 534 denúncias, sendo procedentes 320. Destes casos, 95 são de crianças que sofreram violência física dentro da família, outras seis foram alvo do mesmo tipo de delito, porém fora do seio familiar. Já ocorrências de abuso sexual somam 35 casos fora da família e 34 dentro da família. Conforme o levantamento, os casos de violência física correspondem a 31,55% dos casos de abuso verificados nos três primeiros meses do ano e outros 21,55% correspondem a casos de violência sexual.

As demais denúncias, que somam 44,90% são ligadas a negligências, falta de atenção à saúde ou à educação da criança ou do adolescente, entre outros casos que vitimam os pequenos.

Comparando com o mesmo período do ano passado os casos de abuso sexual aumentaram em 15,23%, segundo apontam os dados do SOS Criança. Apesar de o volume de denúncias ter sido maior em 2010, sendo 722 destas 407 procedentes, a maioria delas decorria de violência física: 98 casos dentro do âmbito familiar e 48 fora da família. Estas denúncias de violência correspondem a 35,88% dos casos atendidos pelo SOS Criança no ano passado.

Ainda relacionando os dois períodos, é possível verificar que está maior o número de violências sofridas dentro de casa, ou seja, praticada por alguém da família. Enquanto em 2010 esta modalidade de crime significava 24,09% do total de ocorrências atendidas pela instituição, este ano o índice obteve crescimento e passou a registrar 29,68%, enquanto a violência fora da família ficou em apenas 1,87% em 2011, muito inferior ao registrado no ano passado, quando o percentual era de 11,79%.

O SOS Criança atua há cerca de 18 anos em Mato Grosso do Sul. No interior do Estado, trabalha através dos conselhos tutelares regionais. Para denunciar, basta ligar para o número 0800 647 1323 ou (67) 3381-6000. O denunciante não precisa se identificar. Na Capital o órgão atende no Centro Integrado de Proteção à Criança e ao Adolescente (Criac), localizado na rua Arquiteto Vila Nova Artigas, s/n, no bairro Aero Rancho, ao lado do Hospital Regional.

Leia Também