Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Magazine Luiza é condenada a multa de R$ 1,5 milhão por ação trabalhista

2 AGO 2012Por G123h:00

O Magazine Luiza, varejista com sede em Franca (SP), foi condenado pela Justiça do Trabalho a pagar multa de R$ 1,5 milhão por dumping social, prática caracterizada pela redução de custos da empresa por meio do corte ou eliminação de direitos trabalhistas.

A condenação expedida esta semana pelo juiz Eduardo Souza Braga, da 1ª Vara do Trabalho de Franca, para a qual cabe recurso, refere-se a uma ação civil pública aberta em 2011 pelo Ministério Público do Trabalho, com base em 87 autuações de fiscais em diferentes lojas do interior de São Paulo.

Na sentença, o juiz redigiu que a empresa "promoveu a diminuição de seus custos com mão de obra de forma ilícita, em prejuízo a empresas concorrentes cumpridoras de suas obrigações trabalhistas, com danos que superam uma órbita meramente individual".

O valor determinado judicialmente equivale à metade pedida inicialmente pelo MPT - R$ 3 milhões - , que no processo acusou a rede varejista de submeter funcionários a jornadas excessivas e de desrespeitar intervalos de descanso previstos em lei.

A prática, além de prejudicar os funcionários, é considerada desleal diante da concorrência, segundo Regina Duarte da Silva, promotora do trabalho que moveu a ação civil pública depois que o Magazine Luiza deixou de cumprir dois Termos de Ajustamentos de Conduta (TAC) em 1999 e 2003, que exigiam jornada do trabalho dentro do permitido e registro de ponto dos funcionários.

Outro lado
Em nota, a assessoria de imprensa do Magazine Luiza informou que já recorreu da decisão e que “mantém uma política de práticas exemplares de valorização das pessoas”.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também