Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Crueldade

Mãe deixa bebê sangrar até morrer; filho enterra corpo

30 JAN 14 - 10h:00Dourados Agora

A Polícia Civil de Bela Vista indiciou uma mãe suspeita de deixar o bebê recém nascido morrer. Segundo o inquérito concluído ontem (29), a criança nasceu no dia 4 deste mês, de parto normal, e sangrou pelo cordão umbilical até morrer.

O fato teria sido encoberto pela família, mas a polícia foi acionada depois que a mulher deu entrada numa unidade hospitalar com forte hemorragia. Os médicos constataram que ela havia dado a luz a um bebê.

O Conselho Tutelar foi acionado e a mulher confessou que enterrou a criança no quintal da residência. Conforme a polícia, o filho dela, de 15 anos, também foi indiciado já que ele teria ajudado a enterrar o corpo do irmão. O menor contou que comunicou o caso à avó e um tio.

Mãe e filho responderão por homicídio qualificado. Já os familiares da mulher alegam que não sabiam da gravidez, mas responderão por corrupção de menores.

A mãe está presa na cadeia pública de Bela Vista e pode ir a juri popular. Se condenada, pode ficar presa de 12 a 30 anos por homicídio, mais três anos por ocultação de cadáver e de um a quatro anos por corrupção de menores.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged
EMPREGOS

Estado criou 917 vagas em setembro, aponta Caged

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões
EMENDAS

BR-262 deve receber reformas com investimento de R$ 22 milhões

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê
TELEVISÃO

Sucesso no Youtube, Nathalia Arcuri comanda "reality show" financeiro na tevê

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH
JOÃO MIGUEL

Filho de homem que roubou dinheiro de campanha morre em BH

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião