Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Mãe aconselha a buscar ajuda fora do Estado

15 MAR 10 - 20h:33
Elma Virgínia da Silva Prado, 24 anos, mãe das gêmeas, aconselha a família das meninas siamesas nascidas no Hospital Regional (HR) de Campo Grande, no dia 5 deste mês a pedir ajuda fora do Estado. Para a dona de casa, mesmo dividindo o coração, as irmãs têm chances de sobreviver se a família procurar os especialistas que cuidaram de Jhenifer e Sthefani, no Hospital das Clínica em São Paulo (SP). “Eu recebi mu ita ajuda quando tive minhas filhas e acho que ela não pode desistir”, afirma Elma. A mãe lembra que recebeu doações em dinheiro e ajuda para se manter em São Paulo, quando as gêmeas dela foram operadas. As siamesas de Campo Grande nasceram unidas pelo tórax e porção superior do abdômen, mas segundo informações extraoficiais elas também compartilham o mesmo coração. A mãe, uma adolescente de 14 anos, entrou em trabalho de parto na sexta- feira (5) e médicos tentaram adiar o procedimento porque as crianças tinham apenas 7 meses, mas tiveram que fazer a ci rurgia cesariana por volta das 23 horas. Da sala de parto as meninas foram levadas direto para a Unidade de Trat amento I nten sivo ( U T I ) Neonatal do hospital e não há previsão de alta. (AZ)
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Atraso do Reviva prejudica <br>comércio e 35 lojas já fecharam
CAMPO GRANDE

Atraso do Reviva prejudica comércio e lojas fecham

Banco será  responsável por aditivo <br>em obra do Reviva Centro
REVIVA CAMPO GRANDE

Banco será responsável por aditivo
em obra do Reviva Centro

Sanesul pode perder concessão de serviços de saneamento em Dourados
IMPASSE

Sanesul pode perder concessão de serviços em Dourados

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta quarta-feira: "Ganância desenfreada"

Mais Lidas