CORUMBÁ

Madeira protegida é apreendida na operação Ágata 5

Madeira protegida é apreendida na operação Ágata 5
08/08/2012 16:11 - DA REDAÇÃO


A Polícia Militar Ambiental (PMA) de Corumbá e o Exército Brasileiro, em trabalho conjunto de barreira no posto de fiscalização Buraco das Piranhas, na BR-262, durante a Operação Ágata 5, abordaram, na noite de ontem (07), uma carreta, marca Mercedes Benz, da cidade de São Manuel (SP), que transportava uma carga de madeira ilegal. O condutor apresentou o documento de Origem Florestal (DOF) irregular, com carga excessiva à mencionada no documento, além de não ter valor para aquela carga, já que a madeira é da Bolívia.

Foram apreendidas 430 unidades de produtos florestais, entre lascas e palanques, totalizando 18,32 m³ de madeiras da espécie aroeira. A empresa responsável, do município de Corumbá, foi autuada com multa no valor de R$ 5.496.

Os produtos florestais são da Bolívia e teriam como destino Maringá (PR). Os responsáveis pela empresa responderão por crime ambiental, cuja pena é de 2 anos de reclusão e, se comprovado o contrabando, também responderá por este crime.

A operação do Exército Brasileiro “Ágata 5” envolve várias instituições e continuará até o dia 20 de agosto.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".