terça, 17 de julho de 2018

CHILE

Luzes vão anunciar a chegada de cada mineiro à superfície

12 OUT 2010Por G114h:50

Uma baliza com luzes e um alarme semelhante ao de uma ambulância anunciarão o momento em que cada um dos 33 mineiros estiver a ponto de chegar à superfície "para alertar a equipe médica que está preparada para realizar este parto", explicou o ministro da Saúde, Jaime Mañalich.

"Cada vez que um mineiro estiver para chegar à superfície, que a mina estiver em trabalho de parto e for dar a luz uma destas crianças, uma chave 'G' será ativada", disse Mañalich.

Esta chave aciona "na boca de saída do túnel uma baliza que vai gerar luz durante um minuto, e também um alarme como o que ouvimos quando uma ambulância é chamada", explicou o ministro.

Mañalich enfatizou que "o fato de estes alarmes serem ativados não significa nada raro, é simplesmente um sinal de alerta para deixar a equipe de resgate e os médicos em posição de alerta máximo, de adrenalina máxima, para que cada pessoa se comporte de acordo com o que foi treinado".


Imagem de vídeo divulgada pelo governo do Chile, feita por câmera no topo da cápsula que irá trazer os mineiros à superfície. (Foto: AP)
Local do resgate é visto nesta terça-feira (12) na Mina San José. (Foto: AP)O protocolo vai se repetir "para cada um dos mineiros e também para os socorristas para alertar a equipe médica que o parto está a ponto de ser realizado", acrescentou.

Por outro lado, diante do pedido dos mineiros de esperar na mina até que seu último companheiro tenha sido resgatado, Mañalich ressaltou que "é altamente inconveniente forçar esta situação do ponto de vista médico".

"O desejo que eles têm (é) de esperar até o último resgatado durante dois dias, noites, com o frio, ... E a partir do quinto ou sexto mineiro, sairão os mais frágeis do ponto de vista da saúde", justificou o ministro.

"Não há nenhum teste técnico nem moral para que mantenhamos estes mineiros em condições mais precárias", acrescentou o ministro.

Os mineiros estão presos desde 5 de agosto após um desabamento na mina onde trabalhavam, 800 quilômetros ao norte de Santiago. Depois de 17 dias sem contato com eles, foram encontrados com vida, e nas próximas horas espera-se que sejam resgatados.

Leia Também