Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, quinta, 15 de novembro de 2018

DECORAÇÃO

Luzes certas deixam o quarto mais aconchegante

16 JUL 2012Por TERRA12h:55

Cada ambiente de uma residência tem funções específicas que ajudam a definir os itens usados na decoração. Os quartos, por exemplo, são cômodos que inspiram acolhimento, e, por isso, precisam de uma composição capaz de manter a característica aconchegante que o cômodo inspira. Uma das maneiras de conseguir esse objetivo é apostar na iluminação.

Para a arquiteta Fernanda Palles, a regra é justamente pensar na funcionalidade do ambiente. “Embora muitas pessoas tenham o hábito de trabalhar na cama ou na escrivaninha, o quarto ainda é um local de descanso, e a iluminação tem que cuidar disso”, comenta. Uma das dicas da arquiteta é espalhar lâmpadas pelo ambiente. “Você pode colocar abajures ao lado da cama ou trabalhar com opções atrás da cabeceira, integradas à cama ou ao forro”.
Deixar a iluminação indireta ajuda o quarto a recuperar a atmosfera aconchegante porque cria um espaço menos formal. “É diferente da luz de um escritório, que precisa ser central e mais claro”, aponta Fernanda. Outra dica é optar pelo dimmer, ferramenta que controla a intensidade do foco de luz no quarto. “Isso também contribui para a criação de um cenário acolhedor e diferente, sempre de acordo com o desejo do morador”.

A especialista em design de interiores Gisele Loçardo concorda e ressalta que a localização das lâmpadas não é a única responsável por deixar o ambiente mais calmo. “É importante optar por cores clássicas, como o amarelo, que iluminam pouco e costumam agradar a todos”, afirma Gisele. Em seus projetos, ela usa spots de LED, que, apesar de mais caros, têm maior durabilidade, e aplica a técnica da cromoterapia, a qual usa diversos tons para mudar o ambiente. “O azul cria efeitos interessantes de luz no quarto. A parede do teto, quando branca, fica com uma tonalidade roxa, que também acalma.”
 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também