Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

CIÊNCIA

Luto coletivo por morte de Jobs é tema de pesquisa científica

14 JUL 12 - 00h:00G1

O luto coletivo observado após a morte de Steve Jobs, em outubro de 2011, virou tema de pesquisas científicas. O psicólogo Andrew Przybylski, da Universidade de Essex, na Inglaterra, conduziu três estudos para traçar o perfil das pessoas mais afetadas pela morte do fundador da Apple. Segundo Przybylski, uma prova desse grande luto coletivo foram as mais de 1 milhão de mensagens espontaneamente enviadas e compartilhadas na internet, lamentando a morte do empresário.

 Os estudos foram feitos com diferentes públicos, com separação de idade, sexo e usuários de produtos da Apple. Os resultados foram publicados nesta semana em um artigo da revista especializada “Cyberpsychology, Behavior, and Social Networking”.

“Os resultados derivados dessa pesquisa sugerem que a tristeza pela morte de Jobs foi mais que um efeitos uniforme resultado de um contágio pela mídia”, concluiu Przybylski em seu artigo.
Przybylski afirmou ainda que a recepção à morte de Jobs não foi recebida uniformemente. Segundo o pesquisador, os consumidores dos produtos da Apple se sentiam mais próximos ao empresário e lamentaram mais a sua morte. Para ele, isso mostra as relações psicológicas que a tecnologia constrói com o consumidor.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Almôndegas de carne moída ao forno recheadas
RECEITA

Almôndegas de carne moída ao forno recheadas

MALHA AÉREA

Seis municípios de São Paulo passarão a receber voos até o fim do ano

CORREIO DO ESTADO

Confira o editorial desta terça-feira: "Novas soluções para a saúde"

ARTIGO

JOsé Pio Martins: "A excelência é exceção"

Economista

Mais Lidas