Lula nomeia Bastos juiz do TRE de MS

Lula nomeia Bastos juiz do TRE de MS
24/02/2010 06:43 -


O advogado A lexandre Bastos foi nomeado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de juiz substituto do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). O ato foi publicado na edição de segunda-feira do Diário Oficial da União. A vaga estava aberta desde quando Ary Raghiant foi promovido por Lula a juiz titular do TRE. A solenidade de posse de Bastos vai ser marcada pelo tribunal. A escolha de Bastos aconteceu dentro de lista tríplice elaborada pelo pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul. A indicação dos nomes para juiz eleitoral é o único caso em que não há a participação da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Bastos concorreu com o ex-presidente da OAB de Mato Grosso do Sul Geraldo Escobar e com Marco Túlio Murano Garcia. O mandato do juiz eleitoral é de dois anos, com a possibilidade de recondução por mais dois anos. Alexandre Bastos tomou conhecimento, ontem pela manhã, da publicação de sua nomeação em Brasília. “É honroso conquistar posição de destaque no Poder Judiciário, para quem saiu pobre da periferia de São Paulo, que veio morar em Campo Grande e estudou em escola pública”, comentou. Bastos foi formado em Direito pela UCDB (Universidade Católica Dom Bosco) em 1994, depois fez pós-graduação em Direito Constitucional e preside a Comissão de Estágio e Exame de Ordem da OAB-MS.
smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".