Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

BRASIL/MUNDO

Lula decidirá reajuste só após a votação no Senado

Lula decidirá reajuste só após a votação no Senado
06/05/2010 06:57 -


AGÊNCIA ESTADO, BRASÍLIA

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que somente depois da decisão do Senado é que vai definir que posição tomar sobre o aumento nas aposentadorias acima de um salário mínimo. Anteontem, a Câmara aprovou um reajuste de 7,71%, acima do que tinha sido acordado entre o Governo e as centrais sindicais, de 6,14%.

“A mim, só cabe esperar a decisão final do Senado para que eu possa analisar os impactos disso na economia brasileira e na Previdência Social, e tomar a decisão. Acho que é assim que o presidente deve se comportar, ou seja, a Câmara cumpriu o seu papel, o Senado vai cumprir o seu papel e depois o presidente cumprirá o seu papel”, disse Lula, no Palácio do Itamaraty.

Para o presidente, apesar do acordo do Governo com as centrais sindicais, para o reajuste das aposentadorias, a Câmara entendeu que deveria votar algo diferente do que tinha sido acordado com os dirigentes sindicais.

Ele não considera, porém, que o reajuste de 7,7% seja uma loucura. “Não, não. Veja, é um porcentual que a Câmara entendeu que era o correto e se a Câmara entendeu, não posso considerar loucura. Posso entender que os deputados têm tanta vontade de acertar, de fazer as coisas boas para o País como eu. É uma questão de visão econômica que vamos ou consertar ou manter do jeito que está depois que for aprovada no Senado”, disse.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.