Sexta, 15 de Dezembro de 2017

no São Paulo

Lúcio diz que Autuori não
o ouvia

28 JAN 2014Por band09h:15

Passado a estreia com a camisa do Palmeiras, Lúcio falou pela primeira sobre o que aconteceu de errado durante sua passagem pelo rival São Paulo. Durante participação no programa Bem, Amigos, do SporTV, o zagueiro disse que o técnico Paulo Autuori não o ouvia e só falava em lhe punir.

Segundo ele, o estopim no relacionamento com o então treinador aconteceu depois de ele levar um primo ao CT para o ajudar em um treinamento.

"Depois de um treinamento eu peguei uma bola e fiz uns passes. Sempre gostei de treinar. Pensei, se eu estou errado, vou tentar melhorar. O Paulo achou uma falta de respeito. Eu disse que fazia aquilo desde que tinha chegado. Na minha ocasião, eu levei meu primo. Ele disse: 'você trouxe um preparador'. Eu disse que não. Eu falei para ele: 'Se você achou falta de respeito, não vai mais acontecer. Eu não sabia que não podia'. Ele mal me escutava e só falava: 'eu vou te punir, eu vou te punir', como se tivesse uma ideia pronta", disse ele.

Ele também mostrou insatisfação no jeito em que a diretoria do São Paulo tratou do seu caso. Para ele, não houve uma conversa séria, que facilitaria muito as coisas.

"Quando um clube ou diretoria não está satisfeita com jogador, tem que ser homem e dizer: 'você não se encaixou no time. Tem jogadores que se encaixam melhor'. Eu acho que tinha que ser conduzida desse jeito. Nenhum jogador merece isso. Não é só o atleta, também tem o homem, que tem família, responsabilidades, caráter", opinou.

Leia Também