Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Londres vai para 11º mandato e apenas dois 'debutam'

5 OUT 2010Por FAUSTO BRITES06h:00

Eleito com 30.266 votos conquistando o 11º mandato, Londres Machado é o que tem atividade parlamentar mais longeva e ininterrupta. São 44 anos de vida pública, 40 apenas como integrante do Legislaltivo estadual desde a época do Mato Grosso uno. Nesse período, foi por sete vezes presidente da Casa. Ele terá, entre os colegas, os únicos que nunca exerceram mandato: Eduardo Rocha e Lauro Davi.

Bacharel em Ciências Jurídicas, Londres iniciou a carreira política em 1967 quando foi eleito vereador em Fátima do Sul (MS). Seus primeiros mandatos como deputado estadual foram exercidos nos períodos de 1971 a 1974 de 1975 a 1979 ainda quando o Estado não havia sido dividido.

Com a criação de Mato Grosso do Sul foi eleito para o mandato de 1979 a 1983 quando assumiu a presidência da então Assembléia Constituinte. Afastou-se por duas vezes (em 13 de junho de 1979 e e, 30 de outubro de 1980) para ser governador interino quando das quedas de Harry Amorim Costa (primeiro governador do novo Estado) e de Marcelo Miranda Soares (substituto de Harry e destituído no regime militar por intrigas palacianas dos políticos locais).

Estreantes

Eduardo Rocha (25.428 votos) e Lauro Davi (18.244), estão "debutando" na vida pública. O primeiro é economista e não exerceu nenhum mandato, diferentemente da esposa, a vice-governadora eleita Simone Tebet que foi deputada estadual e prefeita duas vezes em Três Lagoas (renunciou ao segundo mandato para compor a chapa do governador reeleito André Puccinelli).

Lauro Davi é professor e foi diretor da Caixa de Assistência dos Servidores do Mato Grosso do Sul (Cassems). Os demais parlamentares ou foram reeleitos ou já tiveram mandatos de prefeitos, vereadores e até de vice-governador e deputado federal como é o caso de George Takimoto.

Leia Também