Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ESPÉCIES

Livro apresenta aves de todos os biomas brasileiros

Livro apresenta aves de todos os biomas brasileiros
25/03/2011 23:45 - Celulose On-line


Foi lançado na última quinta-feira (24), o “Guia Aves do Brasil: Pantanal & Cerrado”, pela editora Horizonte junto ao WCS (Wildlife Conservation Society). O lançamento aconteceu na livraria Fnac Pinheiros, em São Paulo. O guia aponta 1.832 espécies catalogadas e mostra que o Brasil é um dos três países com maior número de espécies de aves do mundo.

O primeiro volume, de uma série de cinco, apresenta 740 espécies de aves do Pantanal e do Cerrado, entre nomes conhecidos, como a ema e a arara-azul-grande e espécies ainda pouco conhecidas pelos cientistas, como o belo pica-pau-do-parnaíba e o raríssimo tiê-bicudo. A maioria das descrições é acompanhada de ilustrações precisas feitas por renomados artistas especializados em aves, como Guy Tudor, o maior ilustrador de aves sul-americanas.

Todo ilustrado, o livro tem o objetivo de popularizar a observação de aves no Brasil e estimular a conservação do meio ambiente. O guia ainda se mostra como um instrumento educativo e científico de proteção ao meio ambiente e de incentivo ao turismo sustentável.

A autoria do guia é do observador de aves John A. Gwynne, diretor de criação e vice-presidente Emérito de Design da WCS; Robert S. Ridgely, especialista mundial em aves da América do Sul; Guy Tudor, ilustrador de aves neotropicais e Martha Argel, ornitóloga, escritora.

Nos cinco anos de produção do guia, dezenas de ornitólogos e pesquisadores brasileiros colaboraram com os autores nas 322 páginas e nas mais de 1000 ilustrações.

Felpuda


Outrora afinadíssimo com o presidente Jair Bolsonaro, parlamentar sul-mato-grossense começou a ser escanteado em consequência de uma das crises políticas de grande repercussão. A figura entrou em campo e botou falação sobre o que estava ocorrendo, e isso soou que só como crítica pesada ao governo, que, como não poderia deixar de ser, não gostou nadica de nada. Há quem diga que o dito-cujo é muito levado “pelo sangue”. Então, tá!...