Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

ECONOMIA

Linha de crédito de R$ 4 bi pode ser usada no PAC

Linha de crédito de R$ 4 bi pode ser usada no PAC
28/05/2010 06:28 -


BRASÍLIA

O Conselho Monetário Nacional (CMN) autorizou ontem a abertura de uma linha de crédito, operada pela Caixa Econômica Federal, com recursos do BNDES, no valor de R$ 4 bilhões, para que Estados, municípios e Distrito Federal possam usar como contrapartida das obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e do programa Minha Casa, Minha Vida. Segundo o assessor econômico do Tesouro, Mário Augusto Gouvêa, a medida visa estimular as obras dos dois programas. Ele disse que muitos entes tiveram dificuldades em apresentar a contrapartida das obras.

O custo dessa linha será de TJLP mais 2,1% ao ano nas operações com garantia, que pode ser do Tesouro, ou TJLP mais 3,4% nas operações sem oferta de garantia. O prazo de financiamento é de 10 anos, incluindo dois anos de carência. Para permitir que os Estados tenham acesso a essa nova linha e a outras operações de crédito, o CMN também autorizou a contratação de mais até R$ 12 bilhões em operações de crédito pelos 25 Estados que participam do Programa de Ajuste Fiscal (PAF) do Tesouro Nacional.

Felpuda


Apesar de ainda fazer certo charme no estilo “se chamar, vou pensar” é praticamente certo que ex-candidato ao governo do Estado nas eleições passadas não participará da disputa pela Prefeitura de Campo Grande. Nos meios políticos é falado que não se trata de “novidade” e que não haverá mais cavalo encilhado passando na sua frente. Ele ainda insinua que poderá voltar em 2022, mas há quem diga que não precisará pensar, pois faltará a tal da “chamada”.