Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Liminar impede que UOL e Terra cubram ''BBB 14''

19 MAR 14 - 13h:45diario24horas

Nesta última segunda-feira (17) o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu uma liminar provisória, na qual cabe recurso, proibindo os portais online UOL e Terra de cobrirem as notícias sobre o reality show da Rede Globo "Big Brother Brasil 14".

De acordo com informações, a justificativa para tal liminar seria a violação das leis de direiros autorais e de propriedade intelectual.

Segundo a 5ª Vara Empresarial do Tribunal de Justiça, os portais lançaram sites semelhes ao do reality show e "extrapolaram" toda e qualquer cobertura jornalística. Anteriormente, Globo e Endemol já haviam notificado os portais UOL, Terra e R7, da Rede Record, com relação a exploração não autorizada do conteúdo do programa, infringindo os limites de violação do direito autoral.

O UOL, porém, ignorou a notificação, por isso coube a rede Globo entrar com uma ação judicial para coibir a exploração comercial do programa "Big Brother Brasil 14" por parte dos sites já citados para assim, finalizar a oferta de aplicativos, votação, etc, sob pena de indenização. 

Conforme divulgado pelo próprio UOL, a medida tomada pela Rede Globo contra o portal não tem nenhum precedente na historia do site: "Há 12 anos, o portal oferece uma cobertura independente do 'Big Brother Brasil', à qual aplica os mesmos valores e princípios jornalísticos que norteiam toda a produção de conteúdo. No mesmo período, o UOL produziu reportagens sobre outros realities shows de grande repercussão".

O site ainda se defende, argumentando que sua enquete, uma das mais votadas sobre o reality, é sempre citada pelos próprios participantes do programa como "principal referência sobre a popularidade dos competidores na internet brasileira, prática contra a qual a Globo jamais se opôs, ao contrário, sempre incentivou a prática do UOL, fornecendo-lhe, por todos esses anos, imagens já exibidas do programa".

Com base nas leis 9.610/98 (Direito autoral) e 9.279/96 (Propriedade intelectual), a Justiça favoreceu a emissora global, tendo em vista que as vendas de espaço publicitário, ícones, aplicativos e conteúdos publicados pelo UOL possuem grandes semelhanças ao conteúdo da página oficial do programa ferindo, assim a lei.

O portal mais uma vez se justifica e afirma que "tomará as medidas cabíveis para reverter a decisão".

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual
ANDROID

Com novos saques, aplicativo do FGTS lidera ranking em loja virtual

BRASIL

Sérgio Moro visitou Bolsonaro no hospital neste domingo

EM REPOUSO

Bolsonaro lista no Twitter medidas do governo dos últimos dias

Presidente recebeu no domingo visita do ministro Sergio Moro
SAÚDE

Número de cirurgias bariátricas aumenta 84,73% em sete anos

Estimativa é 13,6 milhões de brasileiros precisem do procedimento

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião