Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Liminar expedida pela Justiça retira Lulu do ar

18 JAN 14 - 04h:00otempo

Uma decisão tomada no último dia 9 pelo Tribunal de Justiça do Distrito Federal ordenou a suspensão das atividades do aplicativo Lulu em território nacional. A liminar, expedida pela desembargadora Ana Maria Cantarino, obriga que os responsáveis pelo programa excluam as informações e fotos de usuários que não tenham liberado previamente a publicação destas.

Segundo a liminar, a empresa responsável, a Luluvise Inc., e o próprio Facebook terão de pagar uma multa diária de R$ 500 caso não cumpram a determinação. A própria desembargadora relatou a ação, que foi apresentada pelo Ministério Público. A denúncia é que o Lulu possibilita a publicação de avaliações “pejorativas” de usuários sem a autorização prévia dos mesmos.

O TJ ainda não se pronunciou sobre a data de julgamento da ação.

O Lulu, que teve grande repercussão na rede no fim de 2013, é um aplicativo restrito a mulheres e que usa a base de dados do Facebook para gerar avaliações dos usuários do sexo masculino. No fim de 2013, a página do programa já estava fora do ar e prometia “novidades” para o novo ano. Desde então, continua fora do ar.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Dinheiro público poderá pagar advogado de acusado de corrupção
COBRE SEU SENADOR

Dinheiro público poderá pagar advogado de acusado de corrupção

Conheca os novos modelos HB20: Veja o vídeo.
CORREIO VEÍCULOS

Conheca os novos modelos HB20: Veja o vídeo.

Shopping vai pagar só metade do IPTU; centro de convenções ganha isenção
BOSQUE DOS IPÊS

Shopping vai pagar metade do IPTU nos próximos cinco anos

Prefeito avalia que demorou para organizar cidade
CAPITAL

Prefeito avalia que demorou para organizar cidade

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião