sexta, 20 de julho de 2018

PETROBRAS

Libra pode ter 15 bilhões de barris de petróleo, diz ANP

30 OUT 2010Por André Magnabosco e Nicola Pamplona (AE)04h:10

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) informou, ontem, oficialmente, a descoberta de petróleo realizada no pré-sal, no poço 2 - ANP - 2 A - RJS, em área pertencente à União, que tem capacidade de 3,7 bilhões a 15 bilhões de barris de petróleo recuperável. Ainda de acordo com a ANP, a estimativa mais provável de reservas no local é de 7,9 bilhões de barris, de acordo com avaliação da certificadora Gaffney, Cline & Associates.

 

 

"É importante destacar que somente este prospecto de Libra pode vir a ter um volume de óleo recuperável superior às atuais reservas provadas brasileiras, próximas de 14 bilhões de barris de petróleo", destacou em nota a agência. O poço situa-se a 183 km da costa do Rio de Janeiro, em lâmina d’água de 1.964 metros e até o momento a profundidade atingida é de 5.410 metros, com 22 metros perfurados no pré-sal.

A profundidade final revista, de cerca de 6.500 metros, deverá ser alcançada somente no início de dezembro. "O poço 2 - ANP - 1 - RJS, no prospecto de Franco, e 2 - ANP - 2A - RJS, em Libra, foram perfurados em área da União com o objetivo de aumentar o conhecimento sobre o potencial petrolífero do pré-sal brasileiro", destaca a ANP, para que a descoberta "valorize enormemente o patrimônio da União", aponta o comunicado.

Provável
A perspectiva considerada mais provável apontava reservas de 7,91 bilhões. Já o anúncio feito pela ANP aponta que o volume recuperável de óleo pode variar de 3,7 bilhões a 15 bilhões de barris, sendo a estimativa mais provável de 7,9 bilhões de barris, o que sinaliza que o número atual apenas representa um arredondamento da estimativa comunicada anteriormente.

"O fato é que antes não havia poço para confirmar se havia ou não petróleo", destacou Brendler, apontando essa como a principal novidade do anúncio. O relatório da GCA indica que o óleo original in situ (OOIP) para Libra varia entre 16,32 bilhões de barris (baixa estimativa) e 52,49 bilhões de barris (alta estimativa), sendo a melhor estimativa de 31,49 bilhões de barris totais, o que indica um fator de recuperação próximo a 25%. "O anúncio não trouxe nada de novo para a Petrobras, por isso o efeito deveria ser neutro para a ação", completa o analista da Geração.

Leia Também