Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Lendo Mais, Sabendo Mais completa 10 anos

4 MAR 10 - 06h:30
O Projeto Lendo Mais, Sabendo Mais, coordenado pela Fundação Barbosa Rodrigues, atinge uma década em 2010 e prepara ações comemorativas. Mesmo com os aprimoramentos e alterações, ao longo dos anos, a iniciativa não perdeu a proposta original: a partir da leitura do jornal Correio do Estado nas escolas, possibilitar novas atividades didáticas em sala de aula, estimulando o prazer da leitura e despertando a postura crítica dos alunos. Foram m a i s d e 3 5 0 i n s - tituições d e e n s i n o pú bl icas e privadas atendidas e m v á r i a s partes de Mato Grosso do Sul – Campo Grande, Dourados, Bonito, Sidrolândia, Terenos, Pedro Gomes, entre outros – tota l izando, desde 2000, a distribuição de cerca de 1,5 milhão de exemplares. “Os jornais são enviados gratuitamente às escolas. O que observamos que, além dos alunos e professores, a publicação também é lida por toda a comunidade escolar, atingido os pais e funcionários”, explica o coordenador do projeto, Adriano Paiva. A intenção em 2010 é oferecer a oportunidade para 45 novas instituições de ensino participarem do projeto, reforçando a inclusão das públicas. As inscrições podem ser feitas no site www. fundacaobarbosarodrigues. org.com.br ou na sede d a Fu n d a - ç ã o – R u a Ourinhos, 259, telefone 3321-3030. O cronogram a p r e v ê que até o dia 23 de março sejam escolhidas as novas escolas participantes, quando acontecerá palestra “Jornal e educação: lendo mais, para saber mais”, ministrada por Adriano. Uma preocupação da coordenação é a capacitação do professor para trabalhar com jornal em sala de aula. Por esse motivo, são realizadas com frequência oficinas apresentando questões referentes à produ- ção da notícia. São repassadas várias informações como: a estrutura do jornal, texto jornalístico, reportagem, entre outros. Este ano, para reforçar o contato do educador com o jornalismo acontecerá uma série de debates e palestras, reunindo profissionais da comunicação e da educação. Na avaliação de Adriano, o jornal consegue estabelecer ligação frequente com os jovens por causa da diversidade de conteúdo e pela possibilidade de leitura não-linear. “Eles têm dificuldades em acompanhar textos literários, mas com o jornal isso não acontece, está mais próximo da rotina deles. Dentro das escolas, o jornal serve de estímulo para outras ações”. Uma atividade que se mantém neste ano é o concurso de redação com a participação dos alunos das escolas. Porém, estão previstas outras ações até o fim do ano dentro do projeto.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação
FELIZ ANIVERSÁRIO

Considerada cidade do algodão, Chapadão do Sul comemora 32 anos de emancipação

Diretor de presídio federal diz que Name não precisa de ajuda
CRIME ORGANIZADO

Diretor de presídio diz que Name não precisa de ajuda

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância
BRASÍLIA

STF retoma julgamento sobre prisão após condenação em 2ª instância

Deputados cobram vistoria <br>contra incêndio em hospitais
RISCOS

Deputados cobram vistoria contra incêndio em hospitais

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião