Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

FLAMENGO

Lateral esquerdo é maior carência de Luxa

Lateral esquerdo é maior carência de Luxa
27/03/2011 00:01 - G1


Egíídio, Renato e Ronaldo Angelim improvisados, e agora Rodrigo Alvim. O primeiro carrega o número 6 às costas, mas a numeração fixa não assegura a vaga de titular. Vanderlei Luxemburgo reconhece que a lateral esquerda do Flamengo é hoje um ponto de interrogação. Entre testes e improvisações, o técnico ainda não encontrou o dono da posição.

- Existe uma busca por um jogador que diga “a posição é minha”. Quem mostrar a cara, vai ficar. Não posso mentir. Vocês estão vendo a mesma coisa que eu.

Contra o Madureira, neste domingo, Alvim vai ganhar a primeira chance dele na temporada. O último jogo pelo clube ocorreu em 22 de setembro do ano passado, no empate por 2 a 2 com o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro. A opção de Luxa é por reforçar a marcação.

- Egídio e Alvim têm características diferentes. Alvim joga mais na linha de quatro, o time perde um pouco de apoio. O Egídio já joga mais com três zagueiros, era assim no Vitória, tem dificuldade maior de marcação.

Desde a saída de Juan, que foi para o São Paulo, o setor tornou-se o mais carente do plantel.

saiba mais

Excluído por Luxa, Correa respeita decisão, mas cobra profissionalismo - A opção pelo Renato é uma questão de tática de jogo, de arriscar alguma coisa durante a partida. Você tem de correr o risco. Já joguei com o Angelim improvisado em jogo decisivo, contra o Botafogo (na semifinal da Taça Guanabara). Tenho tentado buscar alguma coisa. Vamos ver.

Flamengo e Madureira se enfrentam em Macaé, às 16h (de Brasília), pela quinta rodada da Taça Rio. O Rubro-Negro está em terceiro, com oito pontos, um a menos que Vasco e Boavista. Depois de dois empates sem gols (com Fluminense e Cabofriense), Luxemburgo reconhece que é preciso voltar a vencer.

- Os jogadores já deram a resposta para mim, disseram que foi muito ruim empatar com o Cabofriense e disseram que não podemos perder mais pontos. A nossa campanha é muito boa, mas estamos em terceiro lugar. Preocupa perder pontos para times pequenos novamente e temos que evitar isso.

Felpuda


Em uma das eleições em MS, candidato já oficializado na convenção corria o trecho para conquistar os eleitores. Mal sabia, porém, que time do seu partido e de aliados estava tramando sua derrubada para emplacar substituto que teria mais votos. Por muito pouco, o dito-cujo não foi guilhotinado, conseguindo salvar o pescoço. Agora tudo indica que o mesmo processo estaria em andamento e seria mais fácil, pois a “vítima” desta vez ainda é só pré-candidato. Dizem que a “turma da trairagem” tem know-now no assunto.