Campo Grande - MS, domingo, 19 de agosto de 2018

Lancha atinge balão de flutuação preso a barco naufragado em Brasília

28 MAI 2011Por 18h:51

Uma lancha atingiu na noite desta sexta-feira (27) dois balões de flutuação presos ao barco Imagination, que naufragou no dia 22 de maio no Lago Paranoá, em Brasília, causando a morte de nove pessoas. A lancha rasgou o maior balão usado na reflutuação, com capacidade para sustentar seis toneladas. Outro com capacidade para duas toneladas foi danificado. Por volta das 9h30, os dois foram desamarrados e retirados do lago.

O piloto da lancha foi detido pela Marinha e pela Polícia Militar. Na delegacia, ele disse que só viu o barco quando estava a 20 metros de distância. Segundo os bombeiros, ele tinha sinais de embriaguez e se recusou a fazer o teste do bafômetro. O barco naufragado estava sinalizado por uma luz de bóia e era vigiado por dois barcos da Marinha e da Polícia Militar, que faziam ronda num raio de 300 metros.

O acidente levou o corpo de bombeiros a refazer todo o planejamento da operação de içamento. Neste sábado (28), os militares se programavam para virar o barco hoje e levá-lo até a margem. Agora, eles têm mais sete bóias para usar, quatro delas bem menores, com capacidade para apenas meia tonelada.

"O acidente com a lancha teve um impacto enorme no nosso trabalho porque, com os balões danificados, nossa potência foi reduzida à metade. Antes, teríamos 18 toneladas de força. Agora, contamos com apenas dez", calculou o major Luciano Maximiano, do Corpo de Bombeiros.

O major Maximiano afirmou ainda que a expectativa continua sendo retirar o Imagination do lago neste sábado e descartou, inicialmente, a requisição de balões de flutuação de outras corporações, por causa da demora para a chegada do material.

Início da operação
O Corpo de Bombeiros do DF utilizou cinco balões de flutuação e um rebocador para trazer o barco à tona nesta sexta-feira (27). Com a estratégia, parte do barco foi levada à tona. A embarcação foi deslocada por um rebocador na posição vertical e encalhou a cerca de 200 metros da margem, com a popa a uma profundidade de 13 metros.

Quando o Imagination chegar à margem do lago, a Polícia Civil e a Marinha vão ficar responsáveis por fazer a perícia que vai revelar as causas do naufrágio. O barco será levado para um terreno particular que foi emprestado para a Marinha.

O naufrágio ocorreu por volta das 21h do último domingo. No momento do acidente, era realizada no barco uma festa organizada por uma empresária dona de um buffet. Mais de cem pessoas estavam no barco quando ele naufragou. O corpo da última vítima foi resgatado na noite desta quarta-feira (25). Segundo a Marinha, o barco tinha capacidade para 90 passageiros e 2 tripulantes.

Leia Também