Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

RECUPERAÇÃO

Lais Souza deixa a UTI de hospital em Miami e respira sem aparelhos

Lais Souza deixa a UTI de hospital em Miami e respira sem aparelhos
20/02/2014 16:15 - FOLHA PRESS


A atleta Lais Souza deixou a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Jackson Memorial, da Universidade de Miami, onde está internada desde o último dia 5, e foi transferida para a Unidade Semi-Intensiva do hospital.

A saída de Lais da UTI deve-se à evolução de seu quadro clínico. A atleta respira sem a necessidade de ventilação mecânica e seu quadro é estável. Lais Souza recupera-se de uma grave lesão na coluna cervical, ocorrida no dia 27 de janeiro quando esquiava livremente em Park City, no estado americano de Utah.

De acordo com o Dr. Antonio Marttos Jr., médico do Comitê Olímpico Brasileiro e da Universidade de Miami, Lais está vencendo uma etapa extremamente importante de sua recuperação.

"A primeira grande vitória é conseguir respirar sozinha. A Lais ainda tem uma traqueostomia conectada a oxigênio, mas está conseguindo respirar sem se cansar. Nessa nova etapa do tratamento, vamos dar ênfase à manutenção dessa capacidade e à recuperação da parte hemodinâmica. Ela tem uma pequena válvula acoplada à traqueostomia, que permite a ela falar normalmente. A Lais surpreende e emociona a toda a equipe de saúde diariamente, com sua determinação e pensamento positivo. Lais é a paciente mais forte que eu já tratei", explicou o médico por meio da assessoria de imprensa do COB.

A previsão é que Lais permaneça em Miami pelo tempo necessário até que se encontre em condições de retornar sem riscos ao Brasil.
 

Felpuda


Sindicalista defende o fim de mordomias e privilégios dos políticos e dos integrantes de outros Poderes, conforme divulgação feita por sua assessoria. Para ele, está na hora de se colocar um basta nessa situação, questionando, inclusive, o número de parlamentares e de assessores. Entretanto, não demonstra a mesma aversão por aqueles dirigentes de sindicatos que se perpetuam no poder e que comandam mais de uma entidade, assim como ele. Afinal, o exemplo deve vir de casa, né?