Quarta, 13 de Dezembro de 2017

ex-ginasta

Lais consegue mexer os ombros e tem duas cirurgias marcadas

30 JAN 2014Por Terra00h:00

Os médicos responsáveis por cuidar da recuperação da atleta Lais Souza, que se acidentou enquanto treinava para competir no esqui aéreo nos Jogos Olímpicos de Inverno, divulgaram uma atualização do estado da ex-ginasta na noite desta quarta-feira. Após avisar nesta manhã que o tratamento seria "longo", a equipe médica deu boas novas - Lais conseguiu mexer e sustentar os ombros - e anunciou duas novas cirurgias para a esquiadora.

A novidade da movimentação nos ombros, que não havia ocorrido na última terça, foi acompanhada pelo médico do Time Brasil para Sochi 2014, Antônio Mattos Jr., que definiu a evolução da atleta nesta quarta como "um pequeno progresso do quadro neurológico". Lais Souza, contudo, ainda não é capaz de mexer outros membros do corpo e continua a respirar com a ajuda de aparelhos, apesar de estar acordada e seguir comandos de médicos e enfermeiros.

Após passar por uma intervenção cirúrgica na coluna cervical para realinhá-la após o acidente, Lais já tem duas novas cirurgias.para esta semana. A esquiadora passará por uma traqueostomia e por uma gastrostomia entre esta noite e quinta-feira. Mattos diz que são procedimentos "simples" e que fazem parte dos "processos iniciais de recuperação" da ex-ginasta.

Como a atleta ainda está na fase aguda da lesão, os médicos preferem não dar um prognóstico de recuperação. Internada na Unidade de Terapia Intensiva Neurológica do Hospital da Universidade de Utah, em Salt Lake City, Lais Souza poderá contar a partir desta quinta-feira com o apoio da mãe, que embarca ainda nesta quarta para os Estados Unidos. A esquiadora teria se mostrado "muito contente" com a ida da mãe.

Veja na íntegra o segundo boletim médico do estado de Lais Souza:

Utah, 29 de janeiro de 2014

Lais Souza, de 25 anos, atleta integrante da equipe brasileira olímpica de inverno, sofreu grave acidente enquanto esquiava em Park City, Utah, na última segunda-feira, 27 de janeiro.

Ela está sendo tratada na Unidade de Terapia Intensiva Neurológica do Hospital da Universidade de Utah, em Salt Lake City. Lais sofreu trauma severo na coluna cervical.

De acordo com a equipe médica, Lais foi submetida a tratamento cirúrgico para realinhar a coluna cervical. Lais está acordada, segue comandos, mas não pode mover seus braços e pernas neste momento e está com o auxílio de ventilação mecânica para respirar. Está sendo cuidada pela Dra. Holly Ledyard, neurointensivista, e pelo Dr. Andrew Dailey, neurocirurgião, ambos da Universidade de Utah.

Ainda esta semana Lais passará por duas cirurgias adicionais, uma traqueostomia e uma gastrostomia. Ela é capaz de encolher os ombros, mas ainda não tem movimento em seus membros. A equipe médica gostaria de reiterar a importância dos próximos dias para a sua recuperação.  

Leia Também