Segunda, 19 de Fevereiro de 2018

FESTA

Ladário prepara a grande festa da Padroeira

8 OUT 2010Por Revista Pantaneira14h:47

Maior comemoração da Igreja Católica em Ladário, a Festa da Padroeira, Nossa Senhora dos Remédios, vai de 15 a 24 de outubro, reunindo fiéis ladarenses, corumbaenses, das cidades bolivianas da fronteira e de outros Estados. Este ano, pela segunda vez, a equipe da Prefeitura está encarregada de montar toda a infraestrutura da festa, garantindo a organização e a segurança do evento.
Trata-se de um encontro de oração e celebração entre os povos irmãos, reunindo os prefeitos José Antonio e Ruiter Cunha, o deputado estadual Paulo Duarte, secretários de governo, vereadores ladarenses e corumbaenses e outras autoridades civis e militares da região.
São comuns os relatos de milagres proporcionados pela devoção a Nossa Senhora dos Remédios – peregrinos vêm de Campo Grande,Cuiabá, outras cidades Estado, do Rio de Janeiro e interior de São Paulo para receber as benções da santa nesse dia especial. Mais de 15 mil pessoas costumam comparecer à paróquia e acompanhar a Procissão Luminosa no Dia da Padroeira, 24 de outubro, que este ano cai no domingo.
A peregrinação da imagem de Nossa Senhora dos Remédios, no dia 23 de outubro, é outro momento importante de fé e de forte comoção, principalmente para os enfermos que recebem a santa, conhecida por seus poderes de cura. O prefeito José Antonio lembrou emoção provocada durante a peregrinação da imagem de Nossa Senhora dos Remédios ao Hospital de Caridade, ao Asilo São José e à Cripam (Centro de Recuperação Infantil Padre Antonio Muller), em Corumbá, em 2009, numa  demonstração da integração entre os povos irmãos. “Hoje vivemos uma irmandade político, social e religiosa”, afirmou o prefeito. “A emoção dos enfermos que receberam a santa nos convenceu de que daqui para frente Nossa Senhora dos Remédios deve sair mais vezes do Santuário e se tornar a Santa Peregrina”, acrescentou.
De fato, a peregrinação carrega uma energia espiritual muito forte. Naquela ocasião, a devota corumbaense Magali Nunes, internada no Hospital de Caridade com crise de vesícula, teve alta um dia após ter recebido em seu quarto a visita da imagem da santa e a comitiva do padre Amaury Gaioso. Quando soube da notícia da peregrinação, Magali não acreditou, e chorou muito ao ver a imagem entrar em seu quarto no hospital. “No dia seguinte ela parecia outra pessoa, com outra energia”, contou seu filho, Anderson Nunes.
O padre Amaury Gaioso, pároco de Ladário, lembrou que Nossa Senhora dos Remédios é a “Virgem do Silêncio, pois fala com os olhos”. “Ela vem para comprovar que o melhor é o amor e o carinho entre as pessoas. Vem para mostrar que é o amor que cura”.

Leia Também