Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Campo Grande - MS, domingo, 18 de novembro de 2018

Kleber quer "ajuda" paulista para Grêmio chegar ao título

28 AGO 2012Por terra06h:00

O título brasileiro está na cabeça de todos do Grêmio. Mesmo com a disparada do Atlético-MG e Fluminense, os tricolores ainda acreditam em uma queda no segundo turno. E para tal, o atacante Kleber conta com a ajuda dos times paulistana no Campeonato Brasileiro, que não tiveram foco total durante o primeiro turno.

Mesmo que times como São Paulo e Palmeiras ainda tenham focos divididos, devido à Copa Sul-Americana, o camisa 30 do Grêmio analisa que estes clubes, que tiveram início ruim de campeonato, vão tirar pontos dos times da ponta no turno que se inicia na quarta-feira.

"Os líderes odem cair. Esse ano os times de São Paulo estiveram envolvidos em competições importantes. Corinthians na Libertadores, Palmeiras na Copa do Brasil, Santos na Libertadores. Essas equipes vão melhorar, e vão tirar pontos que não tiraram no primeiro turno. Vai ser mais difícil", avaliou Kleber.

Times como Santos e Corinthians já começaram a subir na tabela. Com o retorno de Neymar da Olimpíada, o Peixe venceu três partidas consecutivas, sendo duas delas clássicos. Ao olhar para trás, Kleber tem motivação de buscar a liderança. No entanto, lamenta o bom aproveitamento principalmente do Atlético-MG.

"A motivação de saber que fizemos um bom primeiro turno. Não só pelo resultado do Gre-Nal, mas como um todo. Fomos bem, se fosse ano passado seríamos líderes. Mas esse ano o pessoal da frente tem ganho os jogos e está difícil de encostar. A meta é tentar aumentar a somatória de pontos, para tentar encostar e conquistar o título", disse Kleber.

Os tricolores enfrentam o Vasco, na quarta-feira, às 22h, no Olímpico. O jogo é confronto direto, já que os gaúchos ultrapassaram o time da Colina no domingo e assumiram a terceira colocação.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também