Sábado, 16 de Dezembro de 2017

EDUCAÇÃO

Kits escolares custarão metade do preço previsto

21 JAN 2014Por DA REDAÇÃO00h:00

Com mais de 30 concorrentes, a empresa curitibana Brink Mobil Equipamentos Educacionais Ltda foi a que apresentou o menor preço para a venda de 89 mil kits escolares para a Prefeitura de Campo Grande. Na fase de lances, a empresa apresentou uma proposta de R$ 2.292.800,00. O désagio em relação ao teto máximo estimado pela prefeitura - R$ 4,7 milhões - é de 51%. No ano passado, a prefeitura havia gasto R$ 2,65 milhões com a compra de kits escolares, segundo reportagem na edição de hoje (21) do jornal Correio do Estado.

A abertura dos envelopes ocorreu na tarde de ontem, na Central de Compras (Cecom), mas a empresa ainda precisa ter as amostras aprovadas e ser habilitada antes de ser declarada vencedora do certame. As amostras dos produtos dos kits ocorre na quinta-feira, quando a comissão de licitação também deve ser decidido se a empresa paranaense será habilitada ou não.

Ao todo, 38 empresas tiveram as propostas abertas pela comissão de licitação. Destas, três foram desabilitadas por não apresentarem a declaração de garantia dos produtos a serem entregues. Uma quarta empresa chegou a assegurar a garantia, mas não estabeleceu por quanto tempo ela perduraria. Entre as empresas participantes, a garantia variou de seis a 12 meses. A reportagem é de Patrícia Belarmino.

Leia Também