Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Kiev dissolve Parlamento da Crimeia, que já celebra união com Rússia

Kiev dissolve Parlamento da Crimeia, que já celebra união com Rússia
15/03/2014 17:45 - FOLHAPRESS


O Parlamento da Ucrânia aprovou hoje uma resolução que dissolve o Parlamento da Crimeia, a um dia do referendo na península para aprovar sua anexação à Rússia.
A decisão em Kiev é um gesto muito mais político do que prático. Como o Parlamento da Crimeia não reconhece o da Ucrânia, o referendo, considerado ilegal pelo governo ucraniano, está mantido.

Hoje pela manhã, em Simferopol, capital da península, centenas de pessoas já celebravam na Praça Lênin, com faixas e bandeiras pró-Rússia, além de um show num palco, a anexação da região ao território russo. Ao mesmo tempo, soldados se mantinham de prontidão no prédio do Parlamento local, num clima de tranquilidade, sem sinais de algum tipo de tensão.

A decisão de Kiev foi aprovada hoje por 278 deputados e busca dar os primeiros passos oficiais para não reconhecer o resultado da consulta pública de amanhã, cujo resultado deve ser favorável à Rússia. Enquanto a Crimeia se prepara para o referendo de amanhã, cresce a tensão e a violência no leste ucraniano. Duas pessoas morreram ontem em Kharkiv em confrontos entre militantes pró-Ucrânia e pró-Rússia. 

Felpuda


Ao que tudo indica, partido teria criado “racha” apenas visando jogar para a plateia, e, assim, quem estava com a corda toda anunciou que se prepara para o desembarque. Nos bastidores o que se ouve é que o tal fundo partidário seria o motivo da desavença e que quem nunca comeu mel quando come se lambuza. Só que não. A estratégia é continuar “dono” da atual legenda e “tomar a frente” de partido que está em fase embrionária. Tudo inspirado na “velha política”.