Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

LIMINAR

Justiça proíbe realização de 'rolezinho'

Justiça proíbe realização de 'rolezinho'
24/01/2014 08:00 - TARYNE ZOTTINO


A Justiça de Mato Grosso do Sul concendeu uma liminar que proíbe a realização do "rolezinho" no Shopping Campo Grande, organizado por jovens nas redes sociais e marcado para acontecer no próximo domingo (26), às 16h20min.

Segundo a liminar, assinada ontem (23) pelo juiz José Rubens Senefonte, o movimento, seus líderes e integrantes, devem se abster de realizar "atos que impliquem ameaça à segurança dos freqüentadores, comerciários e comerciantes, assim como de seu patrimônio, evitando tumultos, correrias, algazarras, atos de vandalismo, uso de equipamentos de som em volume excessivo", seja nas áreas interna, externa e também no estacionamento do shopping, sob pena de multa de R$ 1 mil.

O documento contém ainda a expedição de ofício ao Comando da Polícia Militar, requisitando reforço para garantir a segurança dos oficiais de justiça que cumprirão os mandados, "esclarecendo que os oficiais de justiça permanecerão em todos os acessos principais do shopping, onde deverão receber a proteção policial para garantia de suas seguranças pessoais”. A proibição foi pedida pelo shopping. 

Felpuda


Tudo indica que o MDB não conseguiu convencer o PSDB de iniciar namoro com vistas a casamento nas eleições, e a ideia teria sido descartada. Os tucanos demonstraram que o problema deles não é o cargo: os emedebistas ofereceram a vaga de vice na disputa à Prefeitura de Campo Grande, a mesma cobiçada pelos tucanos, mas na chapa do PSB do atual prefeito. A questão, politicamente falando, seria, digamos, o oferecido “noivo”. Afe!