Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Justiça determina que Facebook indenize usuária em R$ 13,5 mil

16 JAN 14 - 03h:00ibahia

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul (TJRS) condenou o Facebook Serviços Online do Brasil LTDA a indenizar em R$ 13.560,00 uma usuária da rede social. Ainda cabe recurso da decisão.

A usuária da rede social teve uma imagem adulterada e compartilhada em 2012, sendo ainda colocada uma mensagem ofensiva, segundo informações do TJRS. Uma ação indenizatória foi ajuizada contra o Facebook Serviços Online do Brasil LTDA na comarca de Porto Alegre pela autora da ação, que contou ter tido uma das fotos de seu perfil adulterada digitalmente e compartilhada na rede social, conforme o TJRS.

Ainda segundo o TJRS, a imagem trazia a frase "Maquiagem é uma coisa! Tentar roubar o emprego do PATATI PATATÁ é outra", além de ressalte de cores. A Juíza de Direito Nelita Teresa Davoglio, da 1ª Vara Cível do Foro Regional do Partenon, na Comarca de Porto Alegre, julgou a ação movida pela internauta procedente e fixou a indenização em R$ 5 mil por danos morais ao analisar o caso. A magistrada considerou que, mesmo depois de a autora denunciar a imagem compartilhada na rede social, conforme é orientado pelo site, o réu somente a excluiu depois de ordem judicial, sendo suficiente para o Facebook ser responsabilizado civilmente.

As partes recorreram ao Tribunal. A usuária pediu o aumento do valor da indenização e o réu se defendeu, sob a alegação que a extrapolação dos limites da liberdade de expressão deve ser julgada pelo Judiciário e não pelo Facebook, tendo, por este motivo, excluído o conteúdo ofensivo somente depois da ação judicial, segundo o TJRS.

A apelação do réu, porém, foi negada pelo relator do caso, o Desembargador Jorge Luiz Lopes do Canto. "Não cabe somente ao Judiciário emitir juízo de valor acerca da ilegalidade ou não promovida, quanto mais quando é flagrante, com evidente prejuízo à imagem", destacou o magistrado destacou em sua decisão.

De acordo com o TJRS, a solicitação de aumento da indenização por danos morais foi aceito e o novo valor foi então fixado em R$ 13.560,00. As partes têm 15 dias para recorrer da decisão após publicação de nota de expediente.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Agente penitenciário é executado quando ia para o trabalho
NA FRONTEIRA

Agente penitenciário é executado quando ia para o trabalho

Enquanto bairros estão sem iluminação pública, postes de praça ficam acesos 24h
UNS COM TANTOS, OUTROS SEM NADA

Bairro não tem luz, mas postes de praça ficam acesos 24h

ECONOMIA

ANTT atualiza tabela do frete após aumento do preço do diesel

MS criou 117 novas vagas de emprego por dia em 2019
OPORTUNIDADE

MS criou 117 novas vagas de emprego por dia em 2019

Mais Lidas