Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Justiça condena professores da Unir a pagar R$ 30 mil a aluno vítima de bullying

17 JUL 12 - 02h:00r7

A Justiça Federal de Rondônia condenou a Unir (Universidade Federal de Rondônia) pela prática de bullying contra o estudante de medicina Rafael Santos Rodrigues Vieira.

O aluno, que prestou vestibular para a universidade em 2009, pediu revisão da prova de redação que aumentou sua nota e o colocou em 25° colocado no resultado final. Mesmo assim, Vieira teve sua matrícula negada com o argumento que todas as vagas teriam sido preenchidas.

De acordo com nota divulgada pela Justiça, a matrícula do rapaz teria gerado comportamento ostensivo dos colegas de classe que o chamavam de “janeleiro”, “mandado de segurança” e de “reclassificado”.

Ainda de acordo com a publicação da Justiça, o rapaz teria sofrido “tratamento diferenciado que lhe foi dispensado pelos professores, indiferença dos demais colegas de sala, com a criação de comunidades virtuais nas quais sua imagem era cortada e troca de e-mail’s e senhas para os quais materiais de aula eram enviados, a fim de que não pudesse a eles ter acesso, prejudicando com isso seu desenvolvimento acadêmico, deliberação da assembléia de docentes para que seu nome não fosse incluído em lista de chamada e suas provas não fossem corrigidas; proibição de assistir à aula de Bioética, feita pelo próprio professor da disciplina e, até então, ocupante também da função de chefe do Curso de Medicina, sob a alegação de que o autor não possuía ética para estar presente à aula.”.

O Juiz Alysson Maia Fontenelle puniu dois professores universitários, que terão que pagar indenização proporcional a R$ 30 mil.

Procurada pela reportagem, a Unir ainda não tem uma posição sobre o caso.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Inep prorroga prazo de inscrição de servidores para trabalhar no Enem
ATIVIDADE REMUNERADA

Inep prorroga inscrição para trabalhar no Enem

Adolescente morre asfixiado ao ficar com cabeça presa em janela
MORTE A ESCLARECER

Adolescente morre ao ficar com cabeça presa em janela

Recadastramento de pescadores começa em agosto
REGISTRO PROFISSIONAL

Recadastramento de pescadores começa em agosto

Dica da Semana: “A Voz do Silêncio”
Via Streaming

Dica da Semana: “A Voz do Silêncio”

Mais Lidas