Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Crime

Justiça condena envolvidos no sequestro do coronel Ivan em 2011

7 AGO 12 - 16h:30Gabriel Maymone

A Justiça condenou quatro envolvidos no roubo e sequestro do ex-deputado coronel José Ivan de Almeida, ocorrido em 25 de março do ano passado. A juiz Eucelia Moreira Cassal, da 3ª Vara Criminal de Campo Grande sentenciou Miguel Ederson Ferreira Gimenez – 8 anos e 6 meses de prisão, Everson Pereira da Silva – 7 anos e meio, Jean Francis Souza da Silva – 12 anos e 3 meses - e Ronaldo Alves de Oliveira – 10 anos e meio.

Segundo investigação do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco), os presos Jean e Ronaldo encomendaram o roubo de uma caminhonete, que deveria ser levada ao Paraguai e entregue a um comprador. Miguel, Everson e outro comparsa deles - absolvido - executaram o crime, quando abordaram a vítima em sua caminhonete S-10 e a deixaram amarrada em um local próximo à Fazenda Escola da Uniderp fugindo com o veículo. A polícia encontrou a caminhonete horas depois atolada na região da Gameleira.

A sentença ainda cabe recurso e o Ministério Público já apresentou recurso contra parte decisão, inclusive para condená-los também por sequestro.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Donos de carros apreendidos <br>devem R$ 21 milhões ao Detran
PREJUÍZO

Donos de carros apreendidos
devem R$ 21 milhões ao Detran

EM 2019

Abertura de novos negócios teve melhor resultado em 6 anos

No ano passado, 7.087 empreendimentos foram abertos no Estado
Mega-Sena pode deixar alguém R$ 27 milhões mais rico neste sábado
SORTEIO

Mega-Sena pode deixar alguém R$ 27 milhões mais rico hoje

Chegada da CNN Brasil ainda não bota medo na concorrência
CANAL 1 - FLÁVIO RICCO

Chegada da CNN Brasil ainda não bota medo na concorrência

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião