Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Justiça argentina investiga transferências de jogadores de futebol ao exterior

10 SET 12 - 03h:00terra

O juiz federal argentino Norberto Oyarbide, que está investigando a suposta lavagem de dinheiro na transferência de jogadores que atuavam por clubes do país para equipes estrangeiras, solicitou ao governo informações sobre o pagamento de impostos nos passes de 444 jogadores. Na lista enviada pelo magistrado à Administração Federal da Receita Pública (AFIP, na sigla em espanhol, o equivalente à Receita Federal brasileira), figuram nomes conhecidos, como Sergio Aguero, Javier Mascherano, Ever Banega, Martín Palermo, Diego Forlán, Martín De Michelis, Gabriel Heinze, Pablo Piatti e Pablo Zabaleta.

Oyarbide também está investigando a falsificação de passaportes, o que facilitaria as transferências desses jogadores no exterior, especialmente para clubes europeus. Segundo a Telam, a agência de notícias estatal argentina, o magistrado teria elaborado a lista com base nesses dados. Oyarbide analisará, agora, as informações do governo para determinar se os valores da AFIP correspondem aos dos impostos de transferência que deveriam ser recolhidos ao fisco do país.

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Com recursos federais, governo vai reformar praça por R$ 405,3 mil
OBRAS

Com recursos federais, governo vai reformar praça por R$ 405,3 mil

Professores buscam melhores oportunidades em prova para temporários
SELEÇÃO

Professores buscam melhores oportunidades em prova para temporários

Projeto social que ensina balé para crianças está com inscrições abertas
ARTE

Projeto social que ensina balé para crianças está com inscrições abertas

Novo partido não usará fundo eleitoral sancionado, diz Bolsonaro
ALIANÇA PELO BRASIL

Novo partido não usará fundo eleitoral sancionado, diz Bolsonaro

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião