Campo Grande - MS, quarta, 15 de agosto de 2018

CASO CLAUDINÉIA

Júri popular é adiado por atestado médico e mudança na defesa

25 MAR 2011Por VIVIANNE NUNES E EVELIN ARAUJO09h:14

O júri popular dos acusados de matar a garota de programa Claudinéia Rodrigues, em maio de 2009, que aconteceria hoje, foi adiado para o dia primeiro de abril. 

O advogado Abdala Maksoud Neto, que defende Leonardo Leite Cardoso, alega que está doente e apresentou um atestado médico. O advogado Afrânio Alves Correa vai defender Hugo Pereira da Silva, que contava com a ajuda de um defensor público.

Por ter assumido a defesa  recentemente, o advogado pediu mais tempo para estudar o caso. Após as alegaçõs dos defensores, o juiz Aluízio Pereira dos Santos resolveu adiar o julgamento. 

Leonardo e Hugo são acusados de matar a garota de programa a pedradas em um matagal atrás do Aeroporto Internacional de Campo Grande em 2009 e respondem ao processo em liberdade.

Leia Também