Campo Grande - MS, segunda, 20 de agosto de 2018

Operação Las Vegas

Julgamento de ex-major da PM é adiado por erros

5 MAI 2011Por DA REDAÇÃO16h:31

Acusado de cometer cinco crimes de corrupção ativa e um de incitação ao crime, o ex-major da Polícia Militar Sérgio Roberto de Carvalho teve o julgamento adiado hoje por conta de erros na numeração de processos. O novo julgamento será quarta-feira (11) às 8 horas no Fórum de Campo Grande.

Um conselho especial de Justiça, formado por três tenentes coronéis, julgará o caso. A defesa apresentou seis pedidos preliminares que englobam desde a suspensão de julgamento até afastamento de algumas provas.
 

Cinco dos pedidos foram negados pelo auditor e pelo conselho e último foi parcialmente aceito - o de desentranhar o áudio do processo. Eles entenderam que a prova não é ilegal e concordaram que o laudo tem que ser desentranhado porque foi produzido sem a participação da defesa.
 

A sustentação oral da promotoria, feita por Tatiana Façanha, da 24º Promotoria de Justiça - Auditoria Militar, começou. Ela declarou que dividiria a oratória em três tópicos: o primeiro de investigações e conclusões das autoridades, o segundo de vínculo entre militares membros da organização e a terceiro de fatos e provas.


A pena para corrupção ativa é de 8 anos e a para incitação ao crime de 2 a 4 anos.
Crime
 

A operação Las Vegas que prendeu a quadrilha e o ex-major, apreendeu 18 veículos, 97 máquinas de caça-níqueis, R$ 77 mil, US$ 1,7 mil, computadores e um avião.
 

Leia Também