Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

ex-jogador

Juíza questiona filiação de Romário ao PSB

14 JAN 14 - 19h:20Folhapress

A juíza eleitoral Sylvia Leão enviou na segunda-feira um ofício ao Ministério Público Eleitoral questionando a regularidade da filiação do deputado federal Romário (RJ) ao PSB. Apesar de ter assumido a presidência do diretório regional da sigla em outubro, o ex-jogador não consta como filiado no sistema do TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A falha, se confirmada, pode inviabilizar a candidatura do deputado. O prazo de filiação para os que pretendem disputar cargos este ano era 5 de outubro. Romário pretende tentar a reeleição, mas pode ser indicado também para a vaga ao Senado.

A notificação faz parte da guerra judicial entre o ex-jogador e seu antecessor no cargo, o prefeito de Duque de Caxias (RJ), Alexandre Cardoso.

Romário se desfiliou do PSB em agosto por divergências internas e retornou ao partido em outubro, após intervenção do presidente nacional da sigla, o governador Eduardo Campos (PE). Teve como garantia a promessa de que poderá disputar a Prefeitura do Rio em 2016.

Em seu retorno, o deputado foi escolhido presidente do PSB-RJ no lugar de Cardoso, que decidiu se desfiliar do partido. Logo após, Romário pediu a cassação do mandato do prefeito por infidelidade partidária.

No processo, os advogados de Cardoso levantaram a suposta irregularidade na filiação de Romário. Por não constar no sistema de TSE, eles questionavam a legitimidade do deputado em pedir a cassação do mandato do prefeito.

Leão enviou o ofício para pedir o posicionamento do Ministério Público Eleitoral. O TRE afirma, porém, que o PSB pode retificar a lista de filiados em abril. Se a candidatura for questionada pela procuradoria ou por outro candidato, Romário terá de provar estar filiado desde outubro.

O deputado Glauber Braga, vice-presidente do PSB-RJ, afirmou que a "filiação do Romário foi pública". Segundo ele, o deputado constava como filiado logo após o anúncio da volta à sigla, em outubro. "Não temos preocupação em relação a isso. Ele aparecia no sistema [do TSE], não sei o que houve", afirmou o deputado. 

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BRASIL

Sérgio Moro visitou Bolsonaro no hospital neste domingo

EM REPOUSO

Bolsonaro lista no Twitter medidas do governo dos últimos dias

Presidente recebeu no domingo visita do ministro Sergio Moro
SAÚDE

Número de cirurgias bariátricas aumenta 84,73% em sete anos

Estimativa é 13,6 milhões de brasileiros precisem do procedimento
Leilão de itens apreendidos tem produtos a partir de R$ 20
MIL LOTES

Leilão de itens apreendidos tem produtos a partir de R$ 20

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião