quinta, 19 de julho de 2018

Margarida Elisabeth Weiler

Juíza do caso teve que se aposentar

25 NOV 2010Por 03h:20

Margarida Elisabeth Weiler, juíza que determinou o pagamento de R$ 3,9 milhões, em julho de 2007, à quadrilha comandada pelo ex-major da Polícia Militar, Sérgio Roberto de Carvalho, foi aposentada compulsoriamente como medida disciplinar em agosto deste ano.

De acordo com as informações, Elisabeth Weiler responde a diversas ações administrativas por peculato, prevaricação, tráfico de influência, abuso de poder, transferências irregulares de presos e despachos irregulares, além de desobediência a instruções da Corregedoria-Geral de Justiça em relação à cautela de veículos apreendidos.

Antes de ser aposentada, a então juíza foi colocada "à disposição" pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, enquanto aguardava definição da sua situação.

Entre as decisões "polêmicas" arbitradas por ela está uma referente também ao bilionário já morto Olympio José Alves.

Em junho de 2007, ela determinou que ele pagasse, em 24 horas, R$ 987 milhões a Aristides Martins e Tereza de Jesus. Dois anos depois, outro magistrado mandou que o dinheiro fosse devolvido.

Leia Também