Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

PARQUÍMETRO

Juiz proíbe cobrança de estacionamento para idosos no Centro

14 SET 10 - 09h:31

bruno grubertt

A sinalização das vagas especiais reservadas aos idosos será alterada e os parquímetros instalados nesses locais devem ser retirados para evitar que o beneficiado pague para estacionar. A cobrança, que vinha sendo feita indevidamente, foi proibida por uma decisão do juiz Amaury da Silva Kuklinski, da Vara de Direitos Difusos e Coletivos, em resposta a mandado de segurança impetrado pela Associação dos Aposentados, Pensionistas e Idosos de Campo Grande.
A prefeitura foi obrigada a alterar a sinalização: em vez de constar nas placas “Uso obrigatório do parquímetro”, como está atualmente, deverá usar “Uso obrigatório do cartão”, com referência à credencial que deve ser obtida pelos idosos na Agência Municipal de Trânsito (Agetran). Isso porque a sinalização está em desacordo com a resolução 303 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), que determina como podem ser confeccionadas as placas e as pinturas da sinalização horizontal. A cobrança pelo estacionamento nas vagas destinadas a idosos também está irregular, de acordo com a Lei Municipal 6.219/07, que manda reservar os espaços, independente do pagamento, desde que o usuário idoso esteja credenciado e de posse do cartão. Por isso, os dizeres das placas terão de ser alterados, para evitar confusão e cobrança irregular.
“Como estava gerando muita confusão, nós vamos retirar os parquímetros dessas vagas e alterar os dizeres das placas”, afirmou o diretor da Agetran, Rudel Espíndola Trindade Júnior. Segundo ele, os adesivos para mudar os dizeres das placas já estão sendo impressos e serão trocados antes do prazo estabelecido pela Justiça – dia 9 de outubro, já que o órgão foi notificado da decisão na última quinta-feira (09) e tem 30 dias para fazer a alteração. Rudel garantiu que a empresa responsável pela administração das vagas de estacionamento – Flexpark – já foi informada para fazer as alterações.

Fiscalização
Ontem à tarde, fiscais da empresa consultados pela reportagem informaram que fazem a notificação do motorista que não usou os créditos no parquímetro (cartão amarelo de advertência), mesmo se o carro estacionado está com o cartão do idoso à vista. Eles disseram, também, que a notificação mais frequente ocorre para aqueles motoristas que não têm direito de usar as vagas e, mesmo assim, estacionam nelas.
O diretor da Agetran informou que os agentes de trânsito não multam os idosos que têm o cartão e não colocam o crédito no equipamento. Porém, aqueles motoristas que não têm o direito e estacionam recebem a punição. A infração é leve, punida com multa de R$ 85,13 e perda de três pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

CLÁUDIO HUMBERTO

Nós estamos no mesmo patamar de Nova York, de Paris e Madri

Com dores musculares, Pablo Marí e Vitinho desfalcam o Flamengo contra o Grêmio
LÍDER

Com dores musculares, Pablo Marí e Vitinho desfalcam o Flamengo contra o Grêmio

FÓRMULA 1

Pole em Interlagos, Verstappen sonha com vitória para se redimir de erro em 2018

Piloto disse que adquiriu experiência e está confiante para este domingo
OPORTUNIDADE

Alunos de nível médio de baixa renda podem estudar nos Estados Unidos

As inscrições se encerrarão no dia 13 de janeiro de 2020

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião