Sábado, 24 de Fevereiro de 2018

DOURADOS

Juiz pensa em disputar prefeitura em 2012

7 OUT 2010Por VIVIANNE NUNES12h:00

O prefeito interino de Dourados, juiz Eduardo Machado Rocha, foi notificado agora pela manhã sobre a decisão do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul em transmitir o cargo à presidente da Câmara de Vereadores, Délia Razuk (PMDB), como prefeita da cidade e disse que se até 2012 a casa não estiver em ordem, vai se candidatar a vaga de prefeito. Machado disse, em entrevista pelo telefone ao Portal Correio do Estado, que confia no trabalho de Délia e que ela terá de segurar a parte administrativa e dar continuidade ao que já foi feito.

“Em todas as entrevistas que dei até agora disse que não tenho interesse em dar continuidade à vida política. Estou aqui apenas cumprindo uma determinação do Tribunal de Justiça, mas durante todo esse tempo não fiquei apenas no gabinete. Visitei todas as pastas e me surpreendi com a minha disposição em conduzir tudo isso”, desabafou. O magistrado lembra ainda que está concorrendo a um cargo de desembargador junto ao TJ e que se até o fim ano que vem isso não se concretizar e se quem estiver no cargo da prefeitura não conduzir de forma “correta e ordeira”, “atendendo aos interesses coletivos”, ele mesmo irá se candidatar para o cargo em 2012. “Se houver algum indício de que as coisas possam voltar a ser o que eram antes, vou colocar meu nome a disposição para concorrer em 2012, vai depender de quem estiver aqui. Se fizerem mal trabalho, eu volto”, concluiu.

O juiz-prefeito, como ficou conhecido pela mídia local, disse que ao assumir a prefeitura encontrou muitas irregularidades e que as áreas prioritárias da cidade de Dourados são saúde e educação. “Dourados estava parada. Esse rapaz que estava aqui (referindo-se ao prefeito afastado Ari Artuzi), vinha em nome da pobreza, dos menos favorecidos, e todas as medidas tomadas foram de caráter pessoal. A prefeitura tem que dar atendimento coletivo à todos os bairros e não pessoal”, criticou.

“Quando assumi isso aqui estava um caos total, agora ela precisa levar adiante essa administração”, afirmou o magistrado sobre a posse de Délia Razuk, que deve ocorrer nos próximos dias conforme determinação do Tribunal de Justiça.

Eduardo Machado Rocha é natural de Dourados e juiz há 24 anos. Ele assumiu a prefeitura de Dourados em 4 de setembro depois de uma operação da Polícia Federal que levou a prisão o prefeito Ari Artuzi, a primeira-dama, Maria Artuzi, nove dos vereadores, secretários municipais, empresários e servidores acusados de participação em um esquema fraudulento de licitações.

Leia Também