Campo Grande - MS, terça, 21 de agosto de 2018

CASO BRUNÃO

Juiz ouve 17 testemunhas no caso do segurança morto

5 MAI 2011Por EVELIN ARAUJO09h:18

O juiz Aluízio Pereira dos Santos, titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri, ouvirá 17 testemunhas de acusação no caso 'Brunão', o segurança Jefferson Bruno Gomes Escobar, agredido e morto por Christiano Luna de Almeida no último dia 19 de março. 

A audiência está marcada para 13h30min de hoje no prédio do Fórum da Capital. O pai de 'Brunão' pediu para não ser testemunha e adiantou ao Portal Correio do Estado que acompanhará a audiência do lado de fora. 

Entre as testemunhas arroladas estão a mãe de 'Brunão', Edicelma Gomes Vieira, o tio Flávio Antônio Gonçalves, os seguranças que trabalhavam na boate do dia do ocorrido, o policial que realizou o flagrante de Christiano Luna de Almeida, o proprietário da boate e um vendedor de bombons de 14 anos, considerado pela Polícia Civil como peça-chave para a mudança de qualificação do crime de culposo para doloso. 

No dia 14 de junho, às 13h15min, o juiz deverá ouvir 12 testemunhas de defesa de Christiano, acusado de ser o autor do crime.

Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também