CAMPO GRANDE

Juiz condena homem a 4 anos de prisão por roubar cadeirante

Juiz condena homem a 4 anos de prisão por roubar cadeirante
10/09/2012 15:20 - Taryne Zottino


O juiz titular da 1ª Vara Criminal de Campo Grande (MS), Thiago Tanaka, condenou Carlos Ataliba Félix Barbosa a quatro anos de reclusão em regime semi-aberto e 25 dias-multa por roubar um celular de um cadeirante no ano passado, mediante violência.

De acordo com a denúncia, o crime ocorreu no dia 21 de novembro de 2011, por volta das 18h45min, no Bairro Cidade Jardim, na Capital. A vítima se locomovia em sua cadeira de rodas motorizada, quando foi surpreendida pelo réu, que levou seu aparelho de celular de dois chips, avaliado em R$ 80. O Ministério Público pediu a condenação de Barbosa, considerando o conjunto de provas existentes.

Por sua vez, a Defensoria Pública pediu a absolvição, diante da ausência de provas e, em caso de condenação, a desclassificação do crime de furto ou a desclassificação para o delito de roubo na forma tentada. O juiz, entretanto, considerou o conjunto de provas suficiente para demonstrar que o réu praticou o roubo, ao contrário do que alega a defesa, já que ele confessou o crime. 
 

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".