Especial Coronavírus (COVID-19) - Leia notícias e saiba tudo sobre o assunto. Clique aqui.

Juiz brasileiro diz que oficial da final reconheceu erro ao punir Esquiva

Juiz brasileiro diz que oficial da final reconheceu erro ao punir Esquiva
16/08/2012 21:00 - globoesporte.com


Árbitro principal da final olímpica dos pesos-médios entre o brasileiro Esquiva Falcão e o japonês Ryota Murata, o polonês Mariusz Gorny reconheceu participação direta na derrota do pugilista capixaba. Após a luta, o juiz admitiu ao oficial Jones Kennedy, primeiro brasileiro a arbitrar no boxe em Olimpíadas, que a punição por excesso de contato físico definiu o resultado do combate (ouro para Murata, prata para Esquiva). Gorny achava que o atleta do Brasil não seria tão prejudicado pela penalidade. No entanto, o japonês ganhou dois pontos, venceu a luta por uma diferença de apenas um (14 a 13) e ficou com o título em Londres.

- Depois da final, ele veio conversar comigo e disse: "Kennedy, pensei que o brasileiro estava ganhando por quatro pontos. Achei que a punição não influenciaria o resultado" - revelou o árbitro paraense.

Kennedy, porém, não acredita que a punição foi um erro, mas sim uma precipitação. De acordo com o árbitro, Gorny também deveria ter aplicado a pena a Murata, já que os dois pugilistas estavam se agarrando. Uma outra avaliação do brasileiro foi que o polonês poderia ter deixado o combate terminar, pois faltava apenas um minuto para o sino soar.

O erro, porém, fica mais evidenciado pelo ranking que a Associação Internacional de Boxe (Aiba) faz do desempenho de todos os árbitros nas Olimpíadas. Depois dessa luta, o experiente oficial sofreu consequências negativas e caiu no conceito da entidade.

- Ele tem mais de 25 anos de arbitragem e faz parte do quadro da Aiba. Por causa dessa luta, ele caiu para nono lugar, mas antes estava em terceiro - destacou Kennedy, que ficou justamente na terceira posição da lista.

Esquiva saiu do ringue contente pela inédita prata para o boxe brasileiro, mas também achou injusta a punição sofrida. Além dele, o irmão Yamaguchi Falcão e Adriana Araújo ganharam a medalha de bronze em Londres.

Felpuda


Malfeitos que teriam sido praticados em tempos não tão remotos podem ser a pedra no caminho de pré-candidatura que está sendo costurada. As conversas ainda estão nas “ondas da rádio-peão”, mas, com a proximidade da campanha eleitoral, há quem diga que isso se tornará uma tremenda dor de cabeça para quem vai enfrentar as urnas. Pior:  o dito não seria culpado direto, mas sim a sua...  Bem, deixa rolar para ver onde vai parar.