CONFLITO INTERNACIONAL

Juiz boliviano busca refúgio em MS

Juiz boliviano busca refúgio em MS
07/07/2010 07:27 -


Dizendo-se perseguido pelo Governo do presidente Evo Morales, o juiz boliviano Luis Hernando Tapia Pachi, 53 anos, refugiou-se na Polícia Federal em Corumbá, mas as autoridades, por questão de segurança, não informam se ele continua na cidade. O magistrado alega que teve sua prisão decretada de forma arbitrária, sob a acusação de prevaricação e desobediência. Ele negou-se a participar de audiências do Tribunal de Justiça da capital sobre o caso da morte de três supostos terroristas por forças militares, ocorrida em abril de 2009, no Hotel Las Américas, em Santa Cruz de la Sierra, onde atua. O juiz colocou sob suspeita a versão de que os três fossem realmente separatistas e por isso, segundo ele, está sendo perseguido.

smaple image

Fique por dentro

Fique sempre bem informado com as notícias mais importantes do MS, do Brasil e do mundo, direto no seu e-mail.

Quero Receber

Felpuda


Princípio de "rebelião" política no interior de MS, fomentada por grupo interessado em tomar o poder, não prosperou. Quem deveria assumir o "comando da refrega", descobriu que, além da matemática ser ciência exata, há "prova dos nove". Explica-se: é segunda suplente, pois não conseguiu votos necessários nas últimas eleições, mas assumiu o cargo porque a titular licenciou-se, assim como o primeiro suplente. Caso contrarie a cúpula, seria aplicada a tal prova e, assim, "noves fora, nada".