Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Assine a Newsletter

Juiz autoriza só agora cremação de restos mortais de Neide Mota

11 AGO 10 - 07h:56
O juiz titular da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Aluízio Pereira dos Santos, arquivou o processo de investigação da morte da médica Neide Mota Machado e autorizou a cremação do corpo, pedido que já havia sido feito pela família. Em novembro do ano passado, o corpo da médica foi encontrado dentro de seu carro, próximo a uma chácara no Jardim Veraneio, em Campo Grande. Na época, ela era investigada por ser proprietária de uma clínica que fazia abortos na Capital.
Como a Justiça considerava a importância do corpo para possíveis exames a fim de ajudar nas investigações, não permitiu que a família o levasse para São Paulo, onde pretendia cremá-lo, conforme desejo de Neide. Então, o corpo teve de ser enterrado no Cemitário Memorial Park, na Capital.
Na decisão, o juiz Aluízio Pereira dos Santos afirma que “com o fim das investigações, afirmando o suicídio, não há mais motivos para impedir a realização de sua última vontade, em respeito aos desejos dos mortos manifestados em vida. Ante o exposto, defiro o pedido de traslado e cremação do corpo”. O pedido teria sido feito pela médica três dias antes de sua morte, em uma espécie de documento que foi assinado por ela e mais três testemunhas.
Quando o corpo foi achado, havia uma seringa, que Neide segurava na mão esquerda, dois frascos de lidocaína e uma carta, escrita à lápis. Em um dos trechos, ela dizia que “deveria garantir que já estaria dormindo quando sobreviesse o fim” e “que não houvesse pânico, nem trauma, nem dor”, condições que fizeram a polícia acreditar na hipótese de suicídio. (BG)
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

BOLÍVIA

Evo admite que não deveria ter buscado 4º mandato e partido anuncia candidato

Laudo necroscópico da perícia será determinante para definir caminhos da investigação
SURTO NO MOTEL

Laudo necroscópico da perícia será determinante para definir caminhos da investigação

Há intervalo de 3h entre momento que casal chegou ao motel e surto de mulher, diz delegado
SURTO NO MOTEL

Há intervalo de 3h entre momento que chegaram e surto de mulher, diz delegado

De quase 50 mil candidatos, apenas uma tirou nota máxima na redação do Enem em MS
NOTA 1000

De quase 50 mil candidatos em MS, apenas uma tirou nota máxima na redação do Enem

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião