Fale conosco no WhatsApp

Por sua segurança, coloque seu nome e número de celular para contatar um assessor digital por Whatsapp.

Judocas do Estado treinam em São Paulo

9 MAR 10 - 08h:52
As judocas campo-grandenses Andréia Matos Canteiro e Victória Santos de Almeida já estão em São Paulo (SP) para a fase final de treinamentos visando à disputa do Campeonato Mundial Paraolímpico de Judô, que será realizado entre os dias 25 e 28 deste mês, em Antalya, na Turquia. Além das sul-mato-grossenses, outras onze atletas que representarão o Brasil no Mundial começaram ontem as últimas duas semanas de treinos antes de viajar para a Turquia, onde disputarão a competição internacional. As atletas estão iniciando a segunda fase de treinamento da equipe este ano. A primeira foi em janeiro, quando o grupo esteve reunido por 20 dias. “Os treinos com a seleção brasileira são importantes, pois a cobrança é muito maior. Além disso, já iniciamos a convivência com o grupo que iremos trabalhar por quase um mês”, disse Victória, atual vice-campeã mundial sub-19, antes do embarque para a capital paulista. Para o treinador da seleção, Jaime Bragança, o objetivo dessa fase final de treinamentos é lapidar os atletas. “Vamos aumentar a intensidade, mas diminuir a quantidade de treinos, para que eles cheguem com a preparação ideal na Turquia”, explicou o treinador. Segundo informações da Confederação Brasileira de Judô, os treinamentos vão até o dia 22 de março, no Ibirapuera, em São Paulo. O embarque para a Turquia está marcado para o dia 23.
Esse artigo foi útil para você?
Os comentários abaixo são opiniões de leitores e não representam a opinião deste veículo.

Leia Também

Em uma hora, temporal causa alagamentos e deixa estragos; Veja o Vídeo
CAMPO GRANDE

Em uma hora, temporal causa alagamentos e deixa estragos; Veja o Vídeo

BRASIL

Justiça nega pedido para instalação de barreiras contra o óleo no litoral de Sergipe

BRASIL

Palácio tenta 'trégua' com ala bivarista

BRASILEIRÃO 2019

Presidente do Santos quer reunião com Ceará para repudiar atos racistas

Mais Lidas

Gostaria-mos de saber a sua opinião