Quarta, 21 de Fevereiro de 2018

CORONEL SAPUCAIA

Jovens atiram com fuzil durante festa

19 DEZ 2010Por EDILSON JOSÉ ALVES, PONTA PORÃ04h:10

Um grupo de jovens que fazia festa atirando para o alto com um fuzil e uma espingarda acabou fugindo e abandonando as armas e duas motocicletas depois que populares acionaram a Polícia Militar, em Coronel Sapucaia. Apenas um integrante do grupo de baderneiros, Ernesto Fernandes Verón, de 19 anos, de nacionalidade paraguaia, não conseguiu fugir antes da chegada dos policiais e foi detido.

Conforme informações de policiais, na madrugada de sexta-feira, um grupo de jovens fazia festa na Vila Nova, bairro de Coronel Sapucaia, município situado na linha de fronteira com Capitán Bado, no Paraguai. No local, eles estariam ingerindo bebidas alcoólicas e fazendo disparos de arma de fogo. Vizinhos ficaram preocupados com o tiroteio e acionaram a Polícia Militar.

No momento em que os policiais se aproximavam da casa, os jovens fugiram a pé. O paraguaio Ernesto Verón, que não conseguiu escapar, foi encaminhado para a delegacia de Polícia Civil de Coronel Sapucaia, onde foi ouvido e depois liberado. Os outros integrantes do bando fugiram para o Paraguai.

Durante revista na casa onde acontecia a festa, os militares encontraram um fuzil manual que utiliza munição calibre 7,62, mesmo tipo de projétil utilizado pelas Forças Armadas do Brasil; e uma espingarda. Duas motocicletas de origem estrangeira também foram apreendidas.

 Cocaína
Ainda na região de fronteira, o pontaporanense Pascoal Centurião, de 51 anos, foi preso juntamente com Andréa Cristaldo Brito, de 22 anos, quando estavam em território paraguaio e se preparavam para pegar um voo para a Europa levando cerca de 600 gramas de cocaína em cápsulas. A droga seria ingerida pouco antes do horário de partida do avião.

Eles foram detidos quando já estavam em um hotel de Ciudad Del Este. Conforme as informações da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad), do Paraguai, além das cápsulas preparadas para serem ingeridas, os policiais apreenderam no quarto do casal as passagens para a Europa, destino final do entorpecente. Pascoal e Andréa foram autuados por tráfico internacional de drogas.

Leia Também